Primo confessa ter tirado a vid4 de Kemilly após ela ‘começar a chorar’; ele recebeu ajuda da mãe no cri…Ver mais

No último domingo, 10 de dezembro, Reynaldo Rocha Nascimento foi detido como o principal suspeito do homicídio de Kemilly Hadassa Silva, uma criança de 4 anos. Em seu depoimento, confessou que o ato ocorreu após a menina chorar devido a um episódio de estupro. Para evitar chamar a atenção, inicialmente optou por cortar o pescoço da criança, mas depois reconsiderou, optando por enforcá-la.

Reynaldo, primo de Kemilly, contou com a colaboração de sua própria mãe para ocultar o corpo da menina em um saco de ração. O incidente teve lugar em Nova Iguaçu, Rio de Janeiro, e o corpo da criança foi escondido entre os resíduos.

De acordo com informações da delegacia, Reynaldo Rocha Nascimento é primo de Suellen da Silva, mãe de Kemilly. A menina desapareceu no sábado, dia 9 de dezembro, depois de ser deixada dormindo em um quarto com seus irmãos. A mãe foi para uma festa por volta das 23h, deixando os filhos sozinhos sob os cuidados dos tios. Na manhã seguinte, ao encontrar o portão de casa aberto, não conseguiu localizar a criança.

Uma tia da criança expressou o desejo de que a justiça seja feita em relação a todos os envolvidos no crime. Ela afirmou que a mãe e a irmã de Kemilly também colaboraram, tentando limpar a casa, mas a perícia conseguiu coletar evidências.


Publicado

em

por