Mulher perde a vida no MA durante o sono ao tomar atitude muito comum entre as pessoas

A mulher não resistiu após ter tomado uma atitude que muitos costumam praticar de forma diária. Nestes casos, todo o cuidado é pouco.

Nesta segunda-feira, dia 29 de janeiro, uma tragédia ocorreu em Santa Rita, interior do Maranhão, resultando na morte de Fernanda Alves de Souza, de 32 anos, que foi encontrada carbonizada.

A Polícia Civil do Maranhão aponta como hipótese que a vítima tenha sofrido um choque elétrico ao dormir com o celular conectado à tomada. Infelizmente, essa é uma atitude muito comum, praticada por diversos brasileiros e que oferece riscos.

Fernanda Alves, que não tinha filhos, foi descoberta sem vida junto a objetos queimados em sua residência. A polícia esclarece que a vítima estava sozinha em casa, o que impossibilitou socorro imediato.

O delegado responsável pelo caso, Anderson Oliveira, indicou que o acidente provavelmente ocorreu entre a madrugada e a manhã.  ‘Entre a madrugada e a manhã dessa segunda-feira”, declarou ele, ao abordar o assunto.

A ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) confirmou o óbito da vítima, e o laudo médico com a causa da morte ainda aguarda liberação pela perícia.

É muito importante não manusear o celular enquanto estiver conectado à fonte de energia, alertando sobre o aumento do risco de acidentes devido ao superaquecimento das baterias durante o carregamento.

A população é orientada a seguir alguns cuidados para evitar acidentes, como:

  • evitar carregar o celular em ambientes úmidos;
  • não utilizar carregadores ou fones “piratas”;
  • não abrir o compartimento da bateria;
  • levar o aparelho à assistência técnica autorizada em caso de problemas;
  • não carregar o celular em instalações elétricas antigas;
  • supervisionar o uso por crianças para garantir a observância dessas precauções.

Publicado

em

por