Marcas no pescoço e unhas quebradas: família de Lívia expõe como encontraram a jovem após relação com jogador do Corinthians

A família de Lívia não acredita na inocência de Dimas e acabaram expondo como encontraram a jovem após o encontro que os dois tiveram.

O caso envolvendo a morte de Lívia Gabriele da Silva Matos, estudante de enfermagem de 19 anos, durante um encontro com o jogador de futebol Dimas Cândido de Oliveira, de 18 anos, continua cercado por circunstâncias controversas.

O atestado de óbito apontou uma ruptura na escavação retouterina como causa da morte, levantando questionamentos sobre as condições do encontro.

A divergência entre as versões de Dimas e a família de Lívia gera desconfianças. Enquanto o jogador alega que o encontro foi consensual, com uso de preservativo e sem o consumo de álcool ou drogas, os familiares desconfiam das circunstâncias e da participação de mais pessoas no ato.

O pai de Lívia estranhou o comportamento de Dimas, interpretando que ele estava tentando “se livrar de alguma coisa” e demonstrando falta de preocupação com a jovem.

A tia de Lívia, Nádia, levanta questionamentos sobre a presença de outros amigos no hospital após o ocorrido, sugerindo a possível participação de mais pessoas no evento.

“Quando cheguei no hospital, estava ele e mais dois amigos. Um deles, que não foi ouvido, estava com um dos pés sujo de sangue. Onde sujou?”, questionou o pai da jovem, diante do ocorrido.

Ela aponta marcas no pescoço e unhas quebradas na jovem, indicando possíveis agressões. O advogado da família demanda esclarecimentos sobre a dinâmica da relação sexual.

A família questiona a presença de outras pessoas e se algum objeto pode ter causado o sangramento. Essas declarações ressaltam a necessidade de uma investigação minuciosa para esclarecer as circunstâncias do incidente.

A família de Lívia busca respostas sobre a morte da jovem e contesta a versão apresentada pelo jogador, alegando que o que foi narrado por ele não parece verossímil diante da extensão do sangramento.

O desfecho deste caso ainda está em aberto, exigindo esclarecimentos detalhados para entender completamente o que ocorreu naquela noite.


Publicado

em

por