‘Foi pela minha cor’ Desabafa Amaury Lorenzo ator de ‘Terra e Paixão’ após ficar ‘preso’ em aeroporto o RJ

O ator Amaury Lorenzo informou pelas redes sociais que nesta sexta-feira (1º de dezembro) foi vítima de racismo no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. Em vídeo postado no Instagram, o ator relatou que ficou “preso” no local, sem conseguiu embarcar no voo e foi revistado.

“Tive que andar descalço e não consegui embarcar no avião. Estou preso aqui, com a desconfiança de que estou levando alguma coisa”, 

Na imagem, um funcionário pode ser visto tentando impedir o ator de continuar gravando. “Triste, não é! Deve ser meu cabelo, minha pele. Falaremos sobre isso mais tarde”, acrescentou o ator.

Em nota ao Correio, a assessoria de imprensa do Rio Galleon informou que nega qualquer forma de discriminação e reafirma seu compromisso com a igualdade e a diversidade. A agência ressaltou ainda que o procedimento é padrão.

“As verificações aleatórias no Aeroporto Internacional Tom Jobin são definidas pelo acionamento automático de equipamentos de raios X que levam em consideração o percentual de passageiros que passam por cada aparelho”, informou.

O aeroporto informou ainda em nota que outros passageiros também passaram pelo procedimento e o ator embarcou normalmente no avião após ser verificado.

O Rio de Janeiro se opõe a qualquer forma de discriminação e reafirma seu compromisso com a igualdade e a diversidade.

A triagem aleatória no Aeroporto Internacional Tom Jobin é definida pelo acionamento automático de equipamentos de raios X que leva em consideração o percentual de passageiros que passam por cada aparelho.

O mecanismo segue rigorosamente os padrões estabelecidos na Resolução DAVSEC nº 02-2016, procedimento de fiscalização de segurança regulamentado pela Administração Nacional de Aviação Civil (ANAC).

Durante a inspeção do Sr. Amaury Lorenzo, os funcionários do aeroporto conduziram a inspeção com respeito e entusiasmo, e outros também realizaram a mesma inspeção em outros equipamentos.

Após a fiscalização, o ator embarcou normalmente no avião.

Casos recentes no Aeroporto de Brasília

Houve outros relatos de racismo em aeroportos nos últimos meses. Uma delas ocorreu em novembro de 2023, no Aeroporto Internacional de Brasília, com Dona Vilma Nascimento, a maior porta-bandeira da história da Portela. Ela vivenciou comportamento racista na Loja Dute Free Dufry, no Aeroporto de Brasília, durante o evento do Dia da Consciência Negra, na Câmara dos Deputados, em Brasília.

Dona Vilma e a filha estavam fazendo compras na loja e quando passaram novamente pela loja, o fiscal da loja as acusou de furto. O funcionário alegou que Dona Vilma retirava produtos da loja sem pagar e os seguranças ordenaram que Vilma abrisse sua sacola e a submetesse a revista.

Acompanhando a reação ao caso, o Duty Free Brasil informou que o funcionário havia sido demitido.

Quem é Amaury Lorenzo:

Amaury Lorenzo é um ator brasileiro. Nascido no interior de Minas Gerais, o ator iniciou sua carreira artística na dança aos oito anos e, quatro anos depois, dedicou-se ao teatro.

Lorenzo mudou-se para o Rio de Janeiro aos 15 anos e formou-se em dança pela Real Academia de Dança do Brasil e posteriormente em artes cênicas pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Atualmente, o ator também dá aulas de teatro no Rio de Janeiro.


Publicado

em

por