Delegado fala sobre situação envolvendo menina que teve a vida tirada em BH: ‘O pior caso da minha vida’

O delegado abriu o jogo sobre o que definiu como o pior caso de sua vida e mais detalhes diante do ocorrido foram expostos.

O delegado Leandro Alves Santos, filiado a Polícia Civil da região de Belo Horizonte, em Minas Gerais, definiu como o pior caso de sua vida assassinato da menina Ana Luiza Gomes, de apenas 12 anos de idade, ocorrido no dia 16 de janeiro.

O corpo da jovem foi encontrado em frente a uma casa. E de acordo com informações das autoridades, ela teria sido estuprada e morta por Davi Martins Santos, de 25 anos de idade.

“O pior caso da minha vida.”, declarou o delegado, ao abordar o assunto e deixar claro o seu desprezo pela situação que precisou lidar em seu trabalho.

De acordo com o profissional, a morte de uma criança é sempre considerado como algo doloroso, não só para os seus parentes, mas para todos os envolvidos, inclusive, para a sociedade.

E nisto, o policial está tendo contato diretamente com as circustâncias envolvidas na situação, pois precisa conviver com o fato até que o crime seja solucionado.

Leandro ainda declarou que tudo se tornou mais complicado para ele, pois tem uma filha de apenas 10 anos de idade e acaba pensando nela o tempo inteiro.

Os depoimentos ainda mostraram que a menina era uma garota meiga, carinhosa, que gostava e ficar em casa e tinha um perfil bastante infantil. Infelizmente, ela teve sua vida tirada de forma brutal.

Os exames mostraram que a garota era virgem e acabou tendo seu hímen rompido naquele dia, após ter sofrido o abuso. Ela foi levada por uma pessoa que já tinha um histórico de gostar de meninas novas. O caso segue sendo investigado.


Publicado

em

por